segunda-feira, 27 de outubro de 2014

NUDEZ TORNA-SE LEGAL EM MUNIQUE








Mais uma dos alemães: depois do bordel de preço único em que se pode servir à vontade, agora o nudismo chega às praças de uma de suas principais cidades. Leia a reportagem abaixo, publicada no site indicado ao final, devidamente editada:






A cidade de Munique deu entusiasmada aprovação a que pessoas nuas passeiem livremente e tomem banho de sol em espaços públicos. Isso não quer dizer que qualquer pessoa possa livrar-se de suas roupas em qualquer lugar. A cidade designou seis "zonas oficiais de nudismo" ("Naked Urban Zones") em parques que oferecem privacidade, situados a poucos minutos do centro da cidade. Ou seja, são locais que oferecem um certo grau de isolamento, mas não são lugares escondidos e distantes. Um desses pontos fica a apenas 10 minutos da praça principal de Munique, num eixo de grande movimentação turística.






Isso só foi possível porque a legislação de controle  do nudismo expirou na Baviera, estado cuja capital é Munique. Então, os vereadores da cidade tiveram de decidir o quanto podiam permitir de nudez pública. Os alemães têm a reputação de serem tanto "nudistas obsessivos", quanto de procurarem obsessivamente "bronzeamento"." Muitas praias de nudismo em toda a Europa são frequentados principalmente por alemães, e também saunas e banhos turcos. "Os alemães são muitas vezes considerados mais em harmonia com a natureza do que nós, pudicos britânicos", comentou uma fonte inglesa.






Ao permitir o nudismo nestes seis lugares, Munique, em muitos aspectos, só está  reconhecendo uma prática de muitos anos. Na verdade, a Alemanha tem permitido praias de nudismo desde 1920 e, em Munique, o Englischer Garten tem sido um lugar onde as pessoas se despem desde 1960: a área chamada Schonfeldweise foi sempre  uma visita obrigatória para os turistas nudistas. Também há vários pontos ao longo de algumas das ilhas do Rio Isar que atravessa a cidade são refúgios públicos de nudismo.






Em Munique, é tradição que seus cidadãos procurem sempre os parques, nos horários de folga do trabalho e nos finais de semana, como forma de recuperar as energias e eliminar o estresse da vida agitada. Assim, aliar a prática de tomar sol em parques à prática de nudismo pode acabar se tornando uma fuga perfeita para o horário de almoço, para muitas pessoas.





Fonte:

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

CADELA FURADA



(Apollonia Saintclair)


Assim como existe a Wikipedia, também se encontra na internet um dicionário em que os usuários é que registram significados de palavras e expressões, com a finalidade de enriquecer a língua portuguesa, em seus usos e costumes digamos, mais imediatos. Ao contrário da enciclopédia, no entanto, que tem um alto índice de confiabilidade (maior até do que a Enciclopédia Britânica, segundo alguns artigos que andei lendo), eu não sei exatamente o quanto podemos confiar no tal DICIONÁRIO INFORMAL (link no final, para sua consulta).


(A. não identificado)



Mas, vamos ao que interessa. Foi nesse dicionário que encontrei a definição de uma posição sexual mais ou menos conhecida. Ou melhor, a variante de uma posição sexual conhecida, a CANZANA.



(A. não identificado)


Todo mundo conhece e curte a posição em que a mulher fica de quatro e o homem a penetra por trás, numa das duas possibilidades. Em geral, o homem, neste caso, está ajoelhado. No entanto, existe uma variação um pouco mais acrobática, denominada em Portugal de CADELA FURADA. Veja a definição do tal dicionário:

Cadela furada



(Alex Varenne)


Posição sexual que deriva da canzana, mas mais acrobática. Ou seja, o homem está pelas costas da fêmea e a penetra por trás, seja no cu, seja na xoxota. Ao contrário da canzana, em que estão normalmente de joelhos, a cadela furada se carateriza por estarem em pé, embora de pernas fletidas.



(Arte erótica da Índia)


A fêmea pode colocar uma ou as duas mãos no chão, enquanto o homem tanto pode aproveitar normalmente para segurar as mamas ou agarrar o cabelo (tal como se fossem as rédeas de uma égua). E, ao contrário da canzana, os dois devem tentar caminhar.


(André Collot)


O nome decorre do fato de os canídeos se deslocarem enquanto fodem.



(Attila Sassy)


A informação mais estranha (para dizer o mínimo) é a que vem a seguir:



(A. não identificado)


Nalgumas orgias na praia da Trindade, em 1999, houve mesmo competições em que cada casal tinha de percorrer uns 50 metros na praia durante a foda!!!!


(Rowlandson)


Não consegui verificar a veracidade dessa orgia praiana, ou melhor, dessa verdadeira olimpíada sexual, em que o esforço físico, neste caso, deve exigir mais do que disposição de atletas, mas principalmente um grande esforço para manter a ereção. Pensei: será que, nessa modalidade de competição, há que se fazer, depois, o exame antidoping e desclassificar aqueles que passaram antes pela farmácia?


(A. não identificado)


Ah, sim: a tal praia da Trindade só existe no Brasil, sendo a mais famosa localizada próxima a Paraty, onde há pontos específicos de prática de naturismo. Enfim, se houve algum dia esse tipo de competição eu não sei, mas fica a sugestão para os mais entusiasmados e mais bem dotados, em todos os aspectos.


(Illustrations german - a. não identificado)


Fonte:



segunda-feira, 13 de outubro de 2014

COM ROUPA, SOU MULHER; NO ENTANTO, QUANDO ME DISPO...





A já antológica série do "antes e depois" adentra (epa!) o mundo sempre controverso dos ou das travestis. E, como sempre, sem nenhum preconceito. Apenas desvendando para os mais curiosos um aspecto desses seres que causam tanta polêmica. Em inglês, a palavra "shemale" (mistura de "she", ela e "male", macho) já dá a noção da complexidade de sentimentos que provocam. E estamos falando aqui não das facetas mais complexas do transformismo, quando há mudança de gênero (já até abordamos essa matéria em outras publicações, é só procurar), mas vamos apenas mostrar os "meninos" que, na verdade, são "meninas" ou melhor, as "meninas" que têm um pênis - vestidas e despidos. Muitos são os homens que sonham com "mulheres" assim, mas os sonhos dos homens não nos interessam neste momento. Divirtam-se (no melhor sentido possível) com as fotos.




















segunda-feira, 6 de outubro de 2014

EXPRESSÕES DO ORGASMO, NO HOMEM



Já faz tempo - foi em 22 de outubro de 2010 - publiquei um post com o título acima, mas referindo-se à mulher. Agora, encontrei  uma matéria de um fotógrafo inglês, Stuart Sandford, que obteve uma coleção de fotos de homens no momento do gozo.

Diz ele que, como fotógrafo profissional, sentiu que não teria condições de, ele mesmo, tirar as fotos, porque pareceriam falsas, posadas por modelos profissionais. Nem mesmo a foto de seu namorado se encaixou no que ele pretendia.  Assim, através da internet, solicitou que lhe enviassem fotos que fossem tiradas na cama, em que não houvesse nudez e só aparecessem os ombros e rostos dos rapazes. Recebeu cerca de trinta fotos e selecionou doze para publicação.

Aí estão elas, para seu desfrute. Use a imaginação e... divirta-se.

















Fotos do site do autor: